6 de abril de 2020

CRIOLIPOLISE: CONGELANDO A GORDURA LOCALIZADA

http://www.esteticanatv.com.br

A criolipólise surgiu de pesquisas realizadas pela equipe do Dr. Rox Anderson, em 2009, baseados em estudos publicados nas décadas de 70 onde crianças que tomavam muito sorvete, após cirurgia de amígdalas, passavam a ter covinhas nas bochechas. Dr. Rox passou a estudar o efeito do frio na célula de gordura e sua aplicabilidade em estética.
Percebeu-se o efeito de CRIÓLISE SELETIVA, que é a destruição intencional do tecido adiposo pelo resfriamento, sem afetar os tecidos adjacentes e sem alterações clínicas.
O equipamento de criolipolise, criado por estudiosos da Universidade de Harvard (EUA), puxa por sucção e segura a gordura entre seus dois painéis, a resfriando automaticamente pelo tempo que preconizo em 1 hora por área.
A temperatura pode chegar a até — 10 graus (negativos), porém para que haja apoptose (autodestruição) dessas células adiposas, não há a necessidade de expor o paciente a temperaturas tão baixas, que podem gerar riscos de queimadura por congelamento.
A área escolhida, submetida a baixas temperaturas, terá a membrana das células de gordura danificadas, levando-as naturalmente à apoptose. Essa gordura é liberada lentamente pelo sistema linfático e é metabolizada no fígado, sem comprometer o seu funcionamento.
Em uma única sessão, pode-se reduzir em média de 20 a 30% da gordura corporal local com tratamento de criolipolise.

Estética na TV

View all posts

Adicione um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest

Share This